Confissões

15/05/2016
Ela só quer paz - Projota
Será tão "sonhar alto" ASSIM!?!?  




10 de janeiro de 2016
Velha e Louca - Mallu Magalhães
Nem vem tirar meu riso frouxo...


Letra:
Pode falar que eu não ligo
Agora, amigo
Eu tô em outra
Eu tô ficando velha
Eu tô ficando louca

Pode avisar que eu não vou
Oh oh oh
Eu tô na estrada
Eu nunca sei da hora
Eu nunca sei de nada

Nem vem tirar
Meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom

Pode falar que nem ligo
Agora eu sigo
O meu nariz
Respiro fundo e canto
Mesmo que um tanto rouca

Pode falar,não importa
O que tenho de torta
Eu tenho de feliz
Eu vou cambaleando
De perna bamba e solta 
  


  
08 de novembro de 2015
 
Quanto tempo se passou desde que vim ao meu "confessionário". Uau! 
Com a ideia de redes sociais, penso que acabamos ficando em instagram, facebook (não utilizo), twitter, entre outros. 
Fazemos dessas mídias sociais um local onde podemos ter 'voz'. Se seremos ouvidos!? Não sei, mas eis uma boa tentativa ou até mesmo aquele sentimento de acreditar...
Então, o desabafo se refere à docência. Em tempos onde um dos motivos da crise (alguns defendem que ela não aconteça) é a libertação do senso comum, ainda temos em nossas escolas, uma organização didático-pedagógica que não favorece o trabalho escolar. Uma pseudo ideia de 'APRENDER A APRENDER' foi instalada e as Ciências Humanas, por vezes, desmerecida por nossos colegas professores e alunos. 
 Esse é meu dilema de um domingo (quase segunda): DESÂNIMO!
Enfim, fico com Hannah quando afirma que "podemos nos recusar a indagar se a vida ainda seria digna de ser vivida em um mundo destituído de noções tais como justiça e liberdade..." (p.285).
Penso que vou caminhando com as lutas e transgressões, lendo, estudando, pesquisando, sendo o que gosto de fazer PROFESSORA, mesmo que ainda tenhamos poucos alunos a nos ouvir e considerar. 

#pordiasmelhoresnaeducação
#seiquevaimelhorar 

ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. São Paulo: 2007.      




16 de janeiro de 2014

Uma tese tem que ser concluída. Qualifiquei dia 09/12/2013. Um dos dias mais difíceis da minha vida. Agora, com as correções a serem realizadas e novas escritas a serem feitas, me sinto recuada.
Filhos de férias! Sou mãe. Será que alguém consegue me entender!?
Silêncio...palavra que não existe!
E o que pior...após a qualificação perdi a motivação pelo que fazia.
Vai passar...Tem que passar!
 
19 de julho de 2013

Ando pensando em criar minha playlist com versões dos meus momentos...Pode ser um ideia legal. 
E além da playlist, criar ainda uma lista de poemas, contos...Tudo que possa alcançar meus momentos. Por enquanto "Girl on Fire" significa impulso, trabalho, desejo, múltiplas funções...Uau! Essa sou eu!


23 de junho de 2013
 Depois de mais tempinho longe daqui, confesso em CONFISSÕES sentir falta de desabafar. Minha vida tem sido feita de conquistas. Considero o momento de aprendizagem como conquista, mesmo que isso implique em retornar quantas vezes for necessário. Errar é necessário para que possamos aprender. Quer dizer, se retornamos para corrigir é porque precisamos avançar. A maturidade do tempo me ensinou isso e não sinto mais como derrota, mas sucesso. É difícil pensar assim...mas o tempo e as "labutas" nos ensinam. 
A única questão ainda difícil de lidar é com o TEMPO. Esse é o que me desespera. Tenho sempre medo de atrasar! Será que um dia a maturidade dele mesmo me ensinará!? Não sei...
Sei apenas que, por um final de semana, tive a chance de viver sem pedir licença ou dar satisfações e assim será a partir de agora, sempre que desejar. #éprecisosaberviver

11 de junho de 2013

Dizem que dizer as coisas assim é expor fragilidades. Não penso assim. Esse é um espaço para dizer ou simplesmente permitir que imagens e sons o façam por mim. Confesso estar muito cansada. Sempre exigências e exigências. Compreendo perfeitamente quando meus alunos dizem sentirem-se desmotivados. Na verdade, sinto-me cansada. Sei que, como disse em maio, esse é o ano da vitória. Tudo vai passar e, melhor ainda, vai dar certo. Mas hoje sinto-me pequenina diante de TANTO. Desculpem aos que não gostam desse tipo de discurso, mas esse espaço se chama CONFISSÕES.





22 de maio de 2013
Ao olhar algumas fotos de alguns dos momentos de apresentações em congressos e das boas amizades, revigorei as forças e o desejo de saber que esse é o ano da vitória. Saudades demais!!!


24 de abril de 2013
Duas palavras sintetizam momentos: medo e desmotivação. 
  14 de abril de 2013 

Não entendo certos modismos. 
Também não estou aqui para criticar. Cada um escreve e faz o que pensa e deseja. 
Liberdade de expressão é tudo! 
Mas vejo uma explosão de blogs de moda na internet. Acho bem legal. Gosto de ler blogs de temáticas diversas, mas também precisamos de quem escreva sobre arte, literatura, cinema, pesquisas, sei lá, outros assuntos tão interessantes quanto moda. 
Apenas uma reflexão. #ficadica 
 
26-03-2013 (presente que ganhei)
Uma boa música e meu grande amor (Tudo junto misturado @@@@@@@@@@@@@@
 


Sabe como me sinto hoje (05 de março de 2013)?
 É só observar a imagem. Nem sempre a linguagem precisa ser verbal. 
Imagem também pode traduzir sentimentos, revelar nossa alma e contemplar sonhos e projetos

 
30 de janeiro de 2013

Sabe o que amizade representa hoje? S O L I D Ã O... Não precisam ser amigos apenas nos momentos bons e de esplêndida alegria. Amigos de verdade te aceitam como você é, e mesmo sabendo o quanto você está imersa em trabalhos, estudos, afazeres domésticos, cuidando dos filhos, deixam ao menos uma mensagem. Não te acusam, não ficam te falando "ah você está sumida" todas as vezes que te vê e não te procuram apenas quando precisam...
Infelizmente minha confissão de hoje é a de saber que esses momentos de Doutorado da minha vida está trazendo uma nova lição: quem realmente serão meus amigos quando a chuva passar...
Tenho que ressaltar o sempre carinho da Olira,  Moema, da Élida e da Adda. Pessoas lindas que nunca esperam somente sorrisos de mim, mas têm a paciência de compreender esse momento. Ainda vamos comemorar muito viu meninas!!! E esse céu azul aí vai se abrir com um lindo sol.
   



22 de janeiro de 2013


Detalhe: Comecei a postar no blog por essa página de Confissões. Por que será!!????????????

Nossa...como o tempo passa e muito rápido! Estive aqui, com escritas, pela última vez em 27 de agosto do ano passado. Não que deixei de ter confissões, mas não as trouxe para nosso blog. Foram confissões internas que me fizeram amadurecer muito, rever o que realmente importa e o que devemos deixar na gaveta do "descartar". Foi um período intenso de muito trabalho, estudos, desdobramentos nas funções múltiplas de mãe, esposa, mulher, professora e pesquisadora, dona de casa, entre tantas outras que nem consigo recordar mais rssss
Sei que essa é a rotina da maioria das mulheres: dar conta de tudo! E até fazemos isso. Acreditem! Mas as consequências são gigantes para nossa saúde física e emocional. 

Estou estudando muito, mas muito mesmo. Tenho prazos (e bem pertinhos) para entrega de dois capítulos de minha tese. Dividir meu tempo e a mente (memória e concentração) com todas essas atividades é que desgasta bastante. Sei que poucos compreeendem o que quero dizer. Me sinto dividida em pedacinhos, onde cada pedacinho tem sua responsabilidade. Só que um detalhe é muito importante: Devemos estar inteira para aquilo que fazemos!

Apenas compartilhando com meus amigos, amigas, leitores do blog, acho que vou conseguir entregar essa primeira versão...Lembrem-se que virão muitas, após as correções dos orientadores. E isso é ótimo porque posso aprender cada vez, mesmo que a sensação de estar cansada e dividida tente tomar conta de mim. Hoje li uma frase do Pe. Fábio de Melo que diz  

"Aquilo que você está vivendo 
o peso que você está carregando
não é nada comparado,
à alegria que te espera"      

Só faço uma correção nesse pensamento: não estou carregando peso. Nem pensar! São alegrias sim! Podem acreditar! Dizer que estar cansado é natural do ser humano, mas lutar e ir adiante é uma condição necessária. 

Recebi de uma amiga uma dose pura de inspiração para minhas escritas. Gostei muito já que sou fã desse filme, desse livro, dessa escritora. Ela me transmite ideia de LIBERDADE e, se conseguiram transpô-la desse modo, é porque vale a pena se deleitar e aprender a viver cada momento de conquistas (MESMO QUE O TE ESGOTE SEJAM OS MALDITOS E QUE SEMPRE VÃO EXISTIREM PRAZOS E DATAS). Isso é a vida...


27 de agosto de 2012 



25/07/2012
Agradeço por seu amor, seu companheirismo, seu carinho...
Estar ao seu lado já é o maior presente que poderia ganhar nesses 10 anos de "lindo amor", casados.  Obrigada por tudo! Sempre te amarei...


15/07/2012

Interessante como a vida nos prega umas "peças" que não esperávamos. 
São espetáculos dignos de um imenso palco para caber toda a hipocrisia que nos cerca. 
Não sei ser "irreal". Sou sincera mesma (mesmo que isso não seja bom para alguns). 
Quando estou próxima das pessoas, estou de verdade, tento olhar nos olhos e ouvir as palavras.
Agora não pense que sou uma "passageira" desse mundo disposta a suportar os abusos de "gente abusada". Se tem algo que aprendi com os anos foi reconhecer aqueles que estão ao meu lado e aqueles que fingem que estão ao meu lado. 
Mas como todo ser humano, sou de carne e osso e sentimentos. Estudo muito, trabalho muito, cuido daqueles me amam e amo (em oração) aqueles que fingem estar ao meu lado. Esses peço ainda a distância...
Somos adultos! Não precisamos fingir ser o que não somos. 
Liberte-se do seu egocentrismo, de suas vaidades, de suas ambições. Isso ajuda a viver melhor e suas conquistas ficam mais doces e verdadeiras. 
É isso...#ficaadica.

Momentos de meditação...Pensando!


Por uns dias estarei finalizando minhas atividades, começando novas atividades e meditando. O meditar significa estar sem nenhuma das atividades. Pensar no que fazer, estar um tempo em oração para conseguir avançar. Não é fácil meditar (ficar sozinho) quando se tem inúmeras coisas a serem feitas, mas, nesse momento, é necessário. Por isso quis compartilhar com meus companheiros e companheiras do blog. 
Ficar off por dois dias. Sei que é pouco, mas é o que consigo nesse momento para me organizar, organizar meus pensamentos.
Uma das descobertas já consegui...NÃO PRECISO DOS APROVEITADORES e AMBICIOSOS PARA SER FELIZ!!!!
Preciso de gente que gosta de paz, que seja sincero e representa a si mesmo no palco da vida. Imaginem meus amigos: deve ser difícil representar o tempo todo para as pessoas dando uma de "eu sou uma pessoa boa", sendo que no fundo tem os sentimentos mais humanos de todos nós.

É isso aí...A partir de agora (00:52hs) inicio meu pedaço de mim mesma, meu momento de meditação e oração. E sei que Deus está comigo nessa caminhada. 

Abraços,

Cláudia



06/07/2012

O que fazer se muitas vezes esperamos demais das pessoas. E esquecemos que a essência vem de nós!? Não importa aonde vamos chegar, mas o caminho que vamos percorrer. Tirar de nós tudo que se concentra como "lixo", de nossas mentes tudo que nos desconcentra e compreender que nós somos nossos momentos. 
Difícil!? Parece. Mas penso que se chegarmos lá, já podemos dizer que a vida valeu a pena. O que é triste não é morrer, mas saber que não viveu. Essa frase me marcou muito. Outra que me trouxe à realidade foi "você quem faz o cenário de sua vida". Nossa, no nomento em que essa foi dita, pensei: Como? Mas penso que o primeiro passo seja nos desprender de nossos (pre)conceitos e parar de acreditar que temos que sermos melhores em tudo que fazemos, que sempre fazemos algo em troca de algo. Aonde está a paixão!? O mais importante é a jornada e não o destino.
... 


02/07/2012 


Hoje perguntei a uma pessoa que amo muito: “O que você acha que devo fazer para ficar melhor?” Melhor em todos os sentidos (físico, emocional, espiritual, entre outros).
Ele respondeu: “Ficar 10 dias em uma ilha deserta e sem celular, notebook, ipad ou outro aparato tecnológico.
Adorei a ideia! Pena que, nesse momento, é algo quase impossível.
Mas vamos sonhando...
Como diz a companheira de longas jornadas de estudo, Adda, “Vamos que vamos”!

Obs.: Lembrei desse vídeo que fiz há um tempo atrás. Não é uma praia deserta, mas é praia.


26/06/2012

CHEGA! É PRECISO DAR UM BASTA NESSA SITUAÇÃO...


25/05/2012

Imaginem que estou, nesse momento, fazendo mais uma versão do experimento didático meu e da Adda (Detalhe: agora são 02:32 hs da manhã).
O legal de tudo é que sei que não concluímos, mas considero mais uma etapa cumprida. Daqui há pouco, é bem provável que a Adda envie uma nova versão. Estudar a teoria histórico-cultural têm representado um (re)pensar nas propostas de ensino, na minha prática pedagógica e na minha visão de mundo.

Mas...somos fortes e guerreiras, não é Adda!? E como diz você: "Vamos que vamos".

Olhem aí meus companheiros de estudo da madrugada:


Boa madrugada a todos e todas!

Cláudia Helena
Doutoranda, Professora e Blogueira morrendo de sono 



12/05/2012

Feliz dia das mães, minha mãe e todas as mães!!!


Fantástico quando podemos utilizar as operações básicas matemáticas no amor e ainda a sonoridade musical para escutar o que ele nos diz e até onde ele nos conduz.
Minha mãe me ensinou a somar quando necessário, subtrair aquilo que nada nos acrescentava de bom, a multiplicar sempre nossas boas ações e a dividir as coisas boas.
Por coincidência mais linda do destino, deixamos de dar uma volta hoje para ficar em casa, curtir nosso lar. Ligamos a televisão e simplesmente estava começando um filme que veio de encontro com meus sentimentos de mãe, mulher, esposa, ser humano. O filme “O som do coração” mostra como ainda é possível acreditar em nossa intuição, não desistir de nossos sonhos nem das pessoas que amamos.
Tenho refletido sobre a importância das pessoas na minha vida e da minha mãe, em especial, com todas as dificuldades que podemos enfrentar, é linda, conselheira, preocupada comigo e muito amiga. Sei que temos nossos conflitos, afinal somos diferentes e isso é bem natural.
Ela faz parte de minha história, de tudo que hoje sou. Hoje sei que o que represento devo a Deus, em primeiro lugar, a ela e ao meu pai. Eles me ensinaram a lutar, não desistir e sempre pensando nos valores e respeitando o próximo. Me ensinaram naturalmente a amar. E como eu os amo!
Mãe eu te amo muito. És muito especial para mim. A senhora sabe disso. Trocamos ideias (mesmo que discordamos), conversamos sobre meus filhos (seus netos), sobre meus estudos, nossos trabalhos, família, amores, entre outros, todos os dias. E todos os dias a senhora têm a paciência de me ouvir, mesmo quando não concorda...
Aprendo, todos os dias, a ser uma mãe melhor para minha princesa e meu príncipe, com a senhora. Vejo o amor por eles e por mim em seu olhar.
Obrigada por tudo. Pelo carinho, pelos ensinamentos, pela paciência e pela oportunidade de errar e tentar novamente...sempre.

Espero poder assistir esse filme novamente com meus filhos. Essa pode ser uma das nossas brincadeiras...

Feliz dia das mães para nós! Feliz dia das mães a todas as mães que sabemos o quanto são merecedoras de um abraço todos os dias.


07/05/2012


Diário de bordo de uma mãe da vida real


Interessante como a vida nos ensina todos os dias.
Quando se é mãe, na semana anterior já estamos pensando na próxima e cuidando para que tudo dê certo com nossos filhos e filhas.
Só que nem sempre as coisas acontecem do modo como desejamos. Na maioria das vezes, as situações mudam e nos vemos diante do imprevisto e nos tornamos “mulheres maravilhas” para dar conta de resolver todos os momentos mais inevitáveis que surgem.
Todos os dias são merecedores de serem chamados dia das mães e também dia dos pais.
Mas, essa semana, em especial, onde o foco de todos se direcionam para a comemoração do dia das mães, pensei em contar um pouquinho de como tudo se altera tão rápido na vida de uma mãe.
Passei sábado e domingo organizando minha vida (trabalhei e estudei muito e organizei a rotina diária minha e da família) para que durante a semana tudo e todos ficassem bem. Como sei sobre o desejo de minha filha de aprender a nadar e das minhas limitações de tempo para levá-la à uma escola de natação, contratei uma professora particular para dar aulas em nossa casa aos sábados. Pensei: Dessa vez vai dar certo e ela não vai resfriar por causa de um banho de piscina. Pensei errado! No domingo já começou a ter febre. E hoje, segunda, febre controlado por medicamentos o dia todo. E eu...infelizmente, não estava por perto. Apesar de ligar toda hora.
Sei lidar com essas situações, mas sabemos que todos os planos se alteram. Por isso, você já deve ter ouvido alguém dizer que “não existe rotina quando se tem filhos”. A organização de tempo é necessária, mas rotina, além de impossível, é chata e enfadonha tanto para as crianças quanto para as mães.
Passei o dia todo fora. Ainda bem que posso contar com anjos, com pessoas maravilhosas como minha mãe, meu pai, o paizão das crianças e a Gláucia (meu braço direito, esquerdo, rss).
Estudei muito em outra cidade. Viajei. Não é longe, mas é uma viagem...
E nem todos conseguem compreender o que significa as ausências de mãe, a dificuldade de ser uma boa aluna, uma excelente profissional, de estar ao lado de família e amigos...
Ainda assim conversei com outras pessoas, vi as possibilidades de meus projetos avançarem, minha filha melhorou, meu filho está bem e coisas improváveis aconteceram no cotidiano doméstico da casa.
Surpresas sempre acontecem. E sempre agradeço a Deus por conseguir vencer mais um dia. Não é fácil! Mas é a aventura mais linda de se viver.
Corri muito hoje para cumprir o que prometi aos meus filhos: assistir o filme E.T. à noite. E deu certo, acreditem!
Assistimos juntos, rimos juntos e quase choramos juntos. Foi emocionante ver as crianças pedindo para ir às estrelas buscar um E.T. para eles. E essa estória das estrelas é coisa do tio deles.
Bom, como as crianças já estão dormindo, volto a estudar e trabalhar. Só que sem pensar na semana. Prefiro pensar somente um dia de cada vez. Melhor não é!?

E se amanhã conseguir, conto mais um pouquinho dessa semana das mães. Quem sabe...

1º/05/2012



14/03/2012
É impressionante como um momento tão simples pode trazer transformações literárias e afetivas para a família toda. Sempre guardei esse filme. 
Na hora das escolhas, sempre ficava na lista "um dia nós assistimos". Ocorre que precisávamos de um filme que desse para a família toda assistir, ou seja, crianças também. Quando lemos o título "Coração de Tinta - O livro Mágico", os olhos de nossos filhos (Gabriela e Pedro) brilharam. O fato de dizer que o livro era mágico os elevou ao mundo da fantasia. 
Só não imaginava que quase nem piscaríamos durante todo o filme. A aventura estava dentro de nossa casa. Parecia que os personagens da literatura que tanto lemos aos nossos filhos se materializavam e estavam caminhando, de forma mágica, em nossa casa.
Ao final do filme, nosso pequeno perguntou: "Se a gente ler o livro, vamos entrar dentro dele?". 
Pela primeira vez, fiz uma encenação teatral para dizer que seríamos personagens de nossa própria história.
Recomendo aos pais, famílias, amigos e a quem possa interessar. Vale a pena! Veja o trailer.
Abraços.


30/01/2012
Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.
Tiago 1:19

Pode ser difícil, mas esta prática é necessária em nossas vidas.
Assim, construiremos bons relacionamentos.
                                                                              Por Marcus Tulius

16/01/2012

Primeiro dia de uma grande vitória. Presente de Deus!
Obrigada meu Pai!
E para comemorar...um Brinde!


12/01/2012

Descobri que podemos compartilhar de momentos tão especiais em nossa vida e que isso faz bem. Lembrar do que foi bom e refletir para conseguir ir além. Isso significa 'tentar ser feliz'.
Em 2011 foram vários momentos felizes como a oportunidade de assistir o teatro musical "Mama Mia", conhecer a loja da Adriana Barra próxima à Oscar Freire e meditar em Pirenópolis. Tudo isso com meu amor e minha família.
Depois conto mais... 


Preparando, feliz da vida, para assistir o Musical "Mama Mia"




Com Renata na Loja da famosa estilista Adriana Barra em SP. Detalhe: esse foi o primeiro vestido que ela desenhou!!!

Meditando em Pirenópolis na Villa do Comendador

05/01/2012




03/01/2012

Sei que não sonho mais desse modo, mas pelo menos posso aguçar a imaginação das pessoas e a inocência das crianças. Essa é por você, Gabi, minha linda princesa.





14/12/2011

 "Assim será a minha palavra, que sair da minha boca;
ela não voltará para mim vazia,
antes fará o que me apraz e
prosperará naquilo para que enviei. " 

 
Isaias 55:11


08/12/2011
Emancipada

Difícil foi tentar ouvir silêncios.
Difícil foi calar palavras.

Quando ela se fez gente novamente,
tentou seguir em frente.

A queda das folhas precede a flor e o fruto aguardados.
É tempo de sentir e ver florir.

Margarida do Amaral Silva em seu livro PAISAGEM CONFIDENCIAL.

Esse poema traduz o que sinto. O silêncio me sonda por todas as partes. Busca uma resposta, mas o vazio do silêncio predomina. Tento seguir sempre em frente, acreditar que se pode fazer gente novamente, mas Margarida, minha irmã, como é difícil.
Realmente temos muitas quedas de folhas, mas aguardo silenciosamente esse tempo de sentir e ver florir.
07/12/2011

Tenho que ressaltar dois anjos em minha vida:
Pedro e Mary.
Sou eternamente grata a vocês pelo apoio, carinho e compreensão com os estudos do Doutorado.
Abraços e meu MUITO OBRIGADA!




 27/11/2011

Agora são 00:58 minutos do dia 27 de novembro de 2011. Consegui concluir meu texto sobre a Escola de Tempo Integral para o seminário a ser realizado no Doutorado. Daqui há pouco, quando "as olheiras deram uma trégua" e um bom corretivo disfarçar, inicio a gravação do vídeo com minha fala sobre essa escola e a educação integral.
Levar a sério os meus estudos para mim representa mais que disciplina, representa paixão pelo que faço, pelo que realizo, mesmo que isso implique em lutar com as frustrações no cotidiano.

Agora mudando um pouco de assunto. Ser mãe e ter conhecimento sobre educação "ser Pedagoga" incomoda muito, não é!? Principalmente escola e professores de seus filhos. Incrível como conversar, dialogar não faz parte do dicionário e de ações pedagógicas de algumas escolas. Gostaria muito de ver o Projeto Político Pedagógico (PPP) para ver se contempla integração escola e pais, escola e comunidade escolar. No PPP vale tudo...mas na prática. Vamos nos situar e começar a ser responsáveis pelos nossos discursos e, principalmente, caminhar de acordo com nossa formação.

Acho que passei o recado para quem precisa ouvir... 
Meus amigos do blog, não é para vocês.




21/11/2011

São tantos seminários, livros, textos, teses, pesquisas, apresentações em congressos, meu processo de pesquisa...Criei uma lista de prioridades por data. Porém, tudo é prioridade rs.
Gosto dessa vida de Doutoranda. Mesmo tão sobrecarregada de leituras, me sinto viva por ter a oportunidade de aprender mais com professores que admiro muito.
E por falar em atividades, na próxima semana, estarei em Buenos Aires no Congresso Argentino de Antropologia Social falando sobre Educação a Distância na formação para a Diversidade e Cidadania. Muito interessante!!! 
E, prosseguindo com os estudos, elevo meus pensamentos ao Pai pois sei que Ele está na direção de minha vida.

"Porque para Deus nada é impossível."
                                        
Lucas 1:37
16/11/2011

"E não nos cansemos de fazer bem,
porque a seu tempo ceifaremos,
se não houvermos desfalecido".
                              Gálatas 6:9
 
15-11-2011
Não tem a menor lógica mesmo. Dois professores de linhas de pesquisa diferentes marcam aulas diferentes, leituras diferentes para a mesma sala, a mesma aula e ainda fazem reuniões para "cobrar" responsabilidades discentes. Será que isso é normal!?

06-11-2011

Agora são 01:41 e finalmente consegui finalizar minha apresentação para o XXVI Congresso de Educação do Sudoeste Goiano.
Não está sendo fácil conciliar todas as atividades, mas com muita fé e dedicação, vou superando...
O momento da produção científica, enfim, dos estudos do Doutorado são momentos muito solitários e que depende quase exclusivamente de você. Mesmo com o apoio de professores, raros amigos ou colegas, os estudos tem que partir de você.
Mas é muito gratificante quando consigo concluir um texto, um estudo, um livro e as reflexões começam a fluir. Ou então, quando parece que a "cabeça deu nó". Nesse momento, você percebe o quanto amadureceu para a pesquisa.
Só vivendo...
Como diz o velho ditado "Viver ultrapassa todo entendimento".




26-10-2011

A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o visitante sentou na areia da praia e disse: "Não há mais o que ver", saiba que não era assim. O fim de uma viagem é apenas o começo da outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre.

José Saramago

21-10-2011

É hoje! Bom demais... Adorei a mensagem da Profa. Dra. Joana Peixoto. Obrigada!
E pra relaxar e variar...um bom cafezinho!




20-10-2011

Hoje tenho que confessar que me senti viva novamente.

Participar de eventos científicos e de uma colaboração com uma comunicação de uma escrita sua, uma produção nos faz evoluir e sentir melhor não somente como estudiosa da área da Educação e pesquisadora, mas como pessoa, mulher, mãe e esposa.

Antes de vir ao Congresso, deixei lágrimas para trás, deixei meus pequenos dizendo que iam viajar com a mamãe. Algumas pessoas me considerando "mãe desnaturada" (pre-julgamentos que nos fazem). Porém, deixei bons amigos que me deram coragem de seguir em frente e disseram "vai, você vai voltar melhor para sua família, esse momento é seu, mas mais ainda deles". Meu esposo sempre me apoiando...

Foi então que a Professora de minha filha de 4 anos disse que ela falou na escola "toda orgulhosa"que a mamãe é professora. Meu filho de 2 anos me perguntou o que eu queria ganhar do dia do professor. Disse a ele que gostaria de um livro e ele me perguntou se era um livro de trabalho.

Muito lindo! 

Mais que isso: Estou voltando a ter coragem de continuar por mim, por eles, pelo meu amor, pela minha orientadora que tanta acredita em mim e nossa pesquisa, pelo meu amado pai, por Deus (em primeiro lugar) e por todos os meus amigos que reconhecem a importância do que faço.

Obrigada pelo carinho de todos que me ajudam a continuar.

Esse vídeo abaixo (pode até parecer brega) mostra o que sinto com relação aos altos e baixos que ando vivendo:











3 comentários:

  1. Tudo o que tentamos produzir faz parte de nossa tentativa de entender o que eh a condiçao humana...

    ResponderExcluir
  2. Verdade André e sabe que, às vezes, fico pensando o que realmente é a condição humana. Somos cercados de sentimentos tão contraditórios que, nos dias atuais, até demonstrar alegria virou motivo de falta de seriedade com seus afazeres...
    Não sei...as pessoas não podem serem elas mesmas...

    Abraços,

    Cláudia Helena
    Doutoranda em Educação - PUC/Goiás
    Blogueira oficial

    ResponderExcluir
  3. Aqui estou eu. Sempre ao seu lado. Conte comigo.

    Seu Edmo

    ResponderExcluir

Se não faz sentido, discorde comigo ou apenas deixe suas contribuições.
Obrigada!